E se você quiser ser mais parecido com o Lebron James?

E se você quiser ser mais parecido com o Lebron James?

Afinal, o cara tem três títulos da NBA, provavelmente fará o Hall of Fame eventualmente, a menos que se livrem do Hall of Fame, e foi nomeado pela Forbes como o atleta mais poderoso do mundo. Infelizmente, a maioria de nós não consegue calcular em média um triplo-duplo… pelo menos nas estatísticas do basquete, se você deseja melhorar seu desempenho atlético, deveria pelo menos tentar obter dois dígitos nas horas de sono?

e se você quiser ser mais parecido com o lebronJames não é o único atleta de elite que passa metade do dia dormindo. A estrela do tênis Roger Federer registra uma quantidade semelhante de olhos fechados por noite. Em comparação, o mais rápido humano vivo Usain Bolt, as estrelas de tênis Venus Williams e Maria Sharapova e o ex-armador da NBA All-Star Steve Nash cada soneca por apenas 10 horas por dia.

A importância do sono

O sono é um dos momentos mais importantes do dia. Ele funciona como um alimento. Repõe as energias, revigora o corpo e a mente e nos regula para uma nova jornada. É durante este intervalo que o corpo fortalece o sistema imunológico, libera a secreção de hormônios e consolida a memória, entre outras funções de extrema importância para o funcionamento correto do organismo.

Quando nosso corpo é submetido aos estímulos que as atividades físicas impõem, é durante o período de recuperação e, particularmente durante o sono, que os benefícios adaptativos se processam. Noites mal dormidas, além de comprometerem seu ânimo e energia para o dia seguinte, minam um projeto de saúde.

Em outras palavras, não nos adaptamos aos efeitos do treinamento enquanto treinamos, mas sim quando descansamos. Por isso, a quantidade de horas que se dorme é tão importante.

Entenda o que ocorre no seu corpo quando você não dorme

e se você quiser ser mais parecido com o lebronA privação do sono significa não dormir, já a restrição é a duração reduzida do sono. Uma das alterações fisiológicas mais comuns observadas após a privação do sono é a alteração no padrão de secreção hormonal que resulta em um estado catabólico. O hormônio do crescimento, a testosterona e a insulina são reduzidas, enquanto o cortisol é aumentado. Uma noite de privação do sono é suficiente para a diminuição da glicose em importantes áreas do cérebro, responsáveis pela sensação de fome, o que se relaciona com aumento de apetite e peso corporal. A restrição do sono está ligada à fome, hormônios relacionados ao apetite, mudança de peso, mudanças na atividade cerebral, sensibilidade ou resistência à insulina e gasto energético.

Problemas relacionados à falta de sono:

  • Diminui a função motora e do desempenho;
  • Diminui as funções cognitivas e memória;
  • Aumenta a sensibilidade à dor e o risco de lesões;
  • Aumenta o estresse e irritabilidade;
  • Aumenta o apetite;
  • Aumenta os riscos de doenças cardíacas ou metabólicas.

O sono inadequado pode reduzir o desempenho físico. Uma noite bem dormida garante a manutenção da saúde muscular, e sua privação ou restrição pode induzir a atrofia muscular. Estudos apontam que a privação ou restrição de sono prejudica a capacidade do músculo em gerar força muscular máxima em movimentos multiarticulares.

Além disso, estudos comprovam que o sono é um fator de risco modificável para lesões esportivas. A privação ou restrição crônica de sono está associada a um maior risco de lesões em atletas que dormem menos de 8 horas por noite. Por isso, um boa noite de sono é importante para não aumentar o risco de lesões, além de favorecer a recuperação do corpo. Atletas que dormem menos de 8 horas por noite tem uma chance aumentada em 1,7x de se machucar na próxima sessão de treinamento ou jogo.

Gosta da Internet? Vale a pena ler

Na verdade, muitos atletas não dormem o suficiente, o que é um problema e por que o Dr. Brian Hainline, vice-presidente sênior e diretor médico da NCAA e o Instituto de Ciências Esportivas da NCAA, realizaram uma cúpula de sono e bem-estar de dois dias em Indianápolis.

e se você quiser ser mais parecido com o lebronUm estudo recentemente apresentado no SLEEP 2017 (31ª Reunião Anual das Associadas Associações Profissionais do Sono, realizada em Boston) e realizado por pesquisadores da Stony Brook University. Os pesquisadores analisaram a atividade noturna do Twitter de 112 jogadores da NBA e suas estatísticas subsequentes em jogos da NBA durante sete temporadas, da temporada 2009-2010 até a temporada 2015-16.

As evidências? Tweets tarde da noite podem deixar os jogadores da NBA derrotados, o que por sua vez pode fazer com que seus times sejam derrotados. Nos jogos seguintes aos Tweets, entre as 23:00 e as 07:00, os jogadores da NBA em média marcaram menos, arremessaram menos e tiveram menos assistências, rebotes e roubadas de bola.

Obviamente, este estudo por si só não prova que a falta de sono está levando a um desempenho pior do jogo. Como tuitar não é a única coisa que os jogadores da NBA podem fazer à noite, a falta de tweets tarde da noite não significa que o jogador esteja dormindo. Além disso, um tweet noturno não significa necessariamente que o jogador da NBA está dormindo menos naquela noite. Talvez ele esteja

acordando mais tarde ou mandando alguém mandar um tweet para ele.

Tenha um ambiente apropriado para o sono. Observe se a iluminação, temperatura, colchão e travesseiros estão adequados.

  • Fazer refeições leves à noite. O indicado é que a última refeição seja duas horas antes de dormir;
  • Horários regulares também colaboram para um bom sono, tente dormir e acordar nos mesmos horários;
  • Mantenha um ambiente propício do quarto para dormir, não assista à televisão, leia ou jogue jogos no seu smartphone ou tablete;
  • Faça exercício físico regularmente.

Artigo Escrito por:

Gustavo Jorge

Fisiologista do Esporte

Prof. Gustavo Jorge

Somos uma clínica de Ortopedia completa em São Paulo, esperando por você. Agende sua consulta e melhore seu desempenho esportivo com saúde e qualidade de vida. (11) 2507-9024, (11) 2507-9021 e (11) 94006-5262 .

 



WhatsApp chat